A segurança da cidade na pauta

Jornal Metas edição de 16 de Março de 2011

Reivindicações de Ilhota irão para a mesa do secretário César Grubba.

Reforço do efetivo de policiais militares, compra de novos equipamentos e de viaturas para as polícias. Essas são as maiores reivindicações da população de Ilhota que serão levadas ao secretário de Segurança Pública no dia 28 deste mês, em uma comitiva de municípios da Foz do Rio Itajaí.

A comitiva, organizada pelo Comissão Intermunicipal de Segurança Pública (Cisp), entregará um documento nas mãos do secretário César Grubba contendo diagnósticos do setor nos municípios de Ilhota, Itajaí, Navegantes, Penha, Balneário Camboriú, Camboriú e Itapema. O diagnóstico de Ilhota, desenvolvido pelo Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), destaca a falta de policiais nas ruas como o principal problema do setor na cidade.

“Está em estado de abandono e sem crédito por parte da população e da sociedade num todo. Falta de abordagens nas localidades e regiões críticas da cidade e o empenho do efetivo, fez com que uma onde de violência e assaltos alarmou a cidade mergulhando-a rumo a um caos social e causando grandes danos como a proliferação de pontos de venda de entorpecentes”, diz o diagnóstico.

Além da polícia, o Conseg ainda pede investimentos nos bombeiros voluntários e na ampliação e estruturação do próprio órgão. O presidente do conselho, Dialison Cleber Vitti, ressalta que outro estudo, mais amplo, deverá ser produzido este ano, e também será encaminhado ao secretário.

Eleições

O Conseg de Ilhota vai abrir nos próximos dias, o edital de convocação para as eleições do conselho. A inscrição das chapas deverá ocorrer ainda este mês e a eleição deverá ocorrer no mês de abril. O mandato é de dois anos. O Conseg foi fundado em 2006 e o seu maior desafio hoje é o registro jurídico, que ainda não ocorreu. A intenção do Conselho é contribuir para a segurança dos bairros.

 

Fonte Jornal Metas.

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: