Alta dos alimentos lançou 44 milhões na pobreza

Os pobres e a pobreza

Relatório do Banco Mundial sugere que índices de aumento no preço dos alimentos são alarmantes e já disponibilizou US$1,5 bilhão, equivalentes a R$ 2,2 bilhões, para minimizar os impactos. A nova alta no preço dos alimentos lançou 44 milhões de pessoas na pobreza em países em desenvolvimento, desde junho passado.

A informação faz parte de um relatório do Banco Mundial e foi divulgada nesta terça-feira, antecipando-se ao encontro do ministros das Finanças do G-20, em Paris.

Níveis Perigosos

Para o presidente do Banco Mundial, Robert B. Zoellick, os preços globais dos alimentos estão aumentando “a níveis perigosos”, ameaçando dezenas de milhões de pessoas em todo o mundo. Zoellick disse ainda que, em muitos países, as pessoas gastam mais da metade de seus salários com comida.

De acordo com a última edição do Food Price Watch, índice do preço dos alimentos do Banco Mundial, houve um crescimento de 15% entre outubro de 2010 e janeiro de 2011, 29% acima dos níveis do ano passado. A situação só não foi mais grave por causa da boa safra em muitos países africanos e o aumento moderado do preço do arroz.

O Banco Mundial colocou à disposição cerca de R$ 2,2 bilhões para minimizar o impacto da alta. Mais de 40 países de baixa renda já receberam ou ainda receberão assistência.

 

Fonte: Site da ONU Brasil.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: