Pedra de Amolar cria Conseg

CONSEG

O bairro Pedra de Amolar recebe nesta segunda-feira, 5, representantes do Conselho de Segurança de Ilhota, Conseg. A reunião que será realizada na Escola Valério Gomes, às 19h, tem como intuito a criação de um núcleo da instituição na comunidade.

A localidade é a primeira da cidade a ter seu próprio núcleo. Segundo o presidente do Conseg de Ilhota, Dialison Cleber Vitti, ela foi escolhida por ser uma área urbana que fica longe do centro e, portanto, não recebe atenção suficiente na questão de segurança pública.

Pela distância, os agentes que tomam conta da segurança não podem estar sempre presentes na comunidade. A Dalçoquio, empresa que está instalada no bairro, tem interesse em saber como está a situação e mandará representantes à reunião. Dialison diz que desta forma conseguirão unir a vida e segurança da população à participação social da empresa.

Podem participar do núcleo pessoas da comunidade que se preocupem com segurança e estejam interessadas em discuti-la. Entre os membros, serão escolhidos um coordenador e um secretário, sendo que o primeiro será o representante da localidade nas reuniões do Conseg. Os interessados participam de forma voluntária, visando melhorias em seu bairro e, consequentemente, na cidade.

Vitti conta que o objetivo não é visar apenas a criminalidade, mas também problemas menores que a influenciam como a falta de iluminação e áreas que estejam sem roçar. “Se ficarmos esperando pela polícia e pelo município, estas coisas demoram para ser resolvidas. Este é um jeito de colocar a mão na massa e fazer acontecer”, aponta.

Ainda não se sabe quais são os principais problemas desta área, mas o presidente do Conseg imagina que sejam os mesmos do centro da cidade: pequenos traficantes e usuários e pequenos furtos.

Expansão

Depois que o projeto chegar a todas as localidades, os coordenadores do Conseg pretendem analisar qual é o principal ponto a ser melhorado e assim descobrir qual será o foco de investimento na segurança. O grupo pretende também manter um debate amplo e contínuo nas comunidades, levando a elas a filosofia e missão da polícia comunitária, uma vez que o estatuto do Conseg de Ilhota é o que mais se aproxima desta instituição. Desta forma, todos estarão cientes de seus direitos e dos entraves a serem resolvidos para que a cidade possa contar com segurança eficiente em todas as localidades, sem exceção.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Valehttp://www.cruzeirodovale.com.br/?pedra-de-amolar-cria-conseg&ctd=7858.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: